Artigos sobre cuidados com Idosos, dicas para o bem viver, receitas culinárias e reflexões sobre temas variados...

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

ENVELHECIMENTO DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

Para as mulheres, a menopausa ou interrupção da menstruação é um sinal óbvio de envelhecimento e não é, de modo algum, a única alteração pela qual passa seu sistema reprodutor. Há um período de transição, chamado climatérico, que se prolonga por vários anos antes e depois do último período menstrual.
Para uma mulher, as alterações causadas pelo envelhecimento envolvem níveis hormonais, alterações físicas em todo o aparelho reprodutor feminino e alterações psicológicas. Tais alterações ocorrem na intrincada relação entre os hormônios ovarianos e os que são produzidos pela glândula pituitária (localizada no cérebro).

ALTERAÇÕES CAUSADAS PELO ENVELHECIMENTO
A menopausa é uma etapa normal do processo de envelhecimento da mulher. Os ovários interrompem a liberação de óvulos e os períodos menstruais cessam. A maioria das mulheres passa por esse processo por volta dos 50 anos de idade, embora ele possa ocorrer antes mesmo dos 40 anos em 8% das mulheres. Em geral, os ciclos menstruais tornam-se irregulares antes do início da menopausa.
Os ovários tornam-se menos sensíveis ao estímulo do hormônio foliculo estimulante (FSH) e do hormônio luteinizante (LH). Para tentar compensar essa diminuição na resposta, o organismo produz uma quantidade MAIOR desses hormônios estimulantes dos ovários durante algum tempo, porém o nível desses hormônios acaba por diminuir.
OS hormônios produzidos pelos ovários englobam diversas formas de estrógeno (incluindo o estradiol), progesterona e prolactina, que também sofrem uma diminuição. Os ovários continuam produzindo pequenas quantidades de testosterona e estrógeno.
Devido à diminuição dos níveis hormonais, ocorrem alterações em todo o sistema reprodutor. As paredes vaginais tornam-se menos elásticas, menos enrugadas e mais finas. O tamanho da vagina diminui. Há uma diminuição também do tecido genital externo (atrofia dos lábios) e as secreções tornam-se escassas e aquosas.
Tanto nos homens quanto nas mulheres, as alterações que ocorrem em seus sistemas reprodutores estão estreitamente relacionadas às alterações presentes no sistema urinário.

EFEITO DAS ALTERAÇÕES
Antes da menopausa, a fertilidade varia de acordo com os níveis hormonais. A menopausa ocorre quando tiver passado um ano sem que se apresente um período menstrual e quando ela ocorre, perde-se a capacidade reprodutiva.
Há uma diminuição dos hormônios produzidos pelos ovários e pela glândula pituitária. Os sintomas que acompanham o climatérico variam em gravidade e muitos deles são causados por alterações hormonais. Somente entre 20 e 30% de todas as mulheres apresentam sintomas tão graves a ponto de necessitarem de assistência médica.
Ocorrem alterações no tecido mamário da mulher ao mesmo tempo em que ocorrem outras alterações no sistema reprodutor. A mulher pode apresentar alterações em seu "desejo sexual" (libido) e em sua resposta sexual, porém o envelhecimento não impede que a mulher seja capaz de manter e desfrutar de relações sexuais. Freqüentemente, fatores como a disponibilidade de um companheiro, sintomas de ressecamento vaginal e fatores psicológicos e sociais afetam a resposta sexual da mulher, mais do que as alterações diretamente relacionadas ao envelhecimento.

PROBLEMAS COMUNS
Os músculos púbicos perdem tônus e a vagina, o útero ou a bexiga podem "sair" do lugar (prolapso vaginal, prolapso vesical ou prolapso uterino). O prolapso se qualquer uma dessas estruturas pode aumentar o risco de problemas como a incontinência por estresse (vazamento de urina). A maioria dos prolapsos podem ser tratados.
Pode ocorrer irritação dos genitais externos (prurido vulvar). As paredes vaginais tornam-se mais finas e secas e podem apresentar uma irritação (vaginite atrófica), o que pode tornar a relação sexual incômoda para algumas mulheres (dispareunia).
Os microorganismos vaginais "normais" sofrem alterações e há um aumento do risco de infecções vaginais por leveduras. Os sintomas decorrentes da irritação vaginal ou da infecção vaginal por leveduras podem ser tratados.
O risco de osteoporose é maior nas mulheres de idade avançada. Isso deve-se, em parte, à diminuição do nível de estrógeno.

PREVENÇÃO
A lubrificação adequada (com lubrificante solúvel em água) pode ajudar a prevenir as relações sexuais dolorosas. Em alguns casos, é recomendado o uso de um estrógeno tópico (aplicado dentro da vagina) para ajudar a manter a estrutura dos tecidos vaginais. As alterações sexuais estão relacionadas mais freqüentemente a fatores que nada têm haver com o processo de envelhecimento. A probabilidade de uma mulher se manter sexualmente ativa é maior quando há um companheiro com a mesma disposição e quando a atividade sexual não é interrompida durante a meia idade.
A reposição de estrógenos (por exemplo, adesivos de estrógenos) continua a ser um assunto controverso. Esse procedimento pode reduzir os sintomas da menopausa e o aparecimento de complicações como a osteoporose; entretanto, tem sido associado a efeitos colaterais como a hipertensão. Assim, cada mulher deve discutir os prós e contras da reposição de estrógenos com seu médico.

0 comentários:

Postar um comentário

Mari Salete Oldoni. Tecnologia do Blogger.

© VELHOS - IDOSOS IDOSOS, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena