Artigos sobre cuidados com Idosos, dicas para o bem viver, receitas culinárias e reflexões sobre temas variados...

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

CUIDADOS COM A PELE NO VERÃO

A exposição a períodos de calor intenso constitui uma agressão para as pessoas. Saiba o que fazer para minimizar os efeitos das altas temperaturas sentidas durante as ondas de calor no verão.
É preciso ter cuidado devido as altas temperaturas que se fazem sentir em alguns dias de verão e que comportam elevados riscos para a saúde, sobretudo para bebês, crianças pequenas, idosos, pessoas acamadas, obesas, portadores de doenças crônicas (cardiovasculares, respiratórias, renais, diabetes, obesidade, alcoolismo, doenças mentais, etc.). O perigo também aumenta para todos os que trabalham na rua, diretamente expostos ao sol, e para os que vivem em más condições de habitação.
É certo que quando o calor aumenta durante uma onda de calor o organismo esforça-se para arrefecer o corpo e manter em 37 graus Célsius a temperatura do corpo humano. Para isso produz o suor, que se evapora através da pele e arrefece o organismo. Mas basta que a umidade do ar aumente para que a evaporação do suor não ocorra, a temperatura do corpo suba e a desidratação pelo calor se manifeste. Porque se trata de uma situação que pode provocar “danos irreversíveis ao cérebro ou noutros órgãos ou até mesmo a morte”, como refere a Direcção Geral de Saúde (DGS) na brochura Ondas de Calor, importa conhecer os efeitos do calor e aprender a prevenção.
Os Golpes de Sol (também conhecido como insolação) ocorrem quando o sistema de controle da temperatura do corpo humano deixa de funcionar, deixando de produzir suor para proporcionar o arrefecimento. A temperatura do corpo pode, em dez a quinze minutos, atingir os 39 graus Célsius provocando deficiências cerebrais ou até mesmo a morte se o indivíduo não for socorrido de forma rápida. É assim que a DGS descreve os golpes de calor, uma situação que constitui uma emergência médica.
Atenção aos sintomas: febre alta; pele vermelha, quente e seca, sem suor; pulso rápido e forte; dor de cabeça; tonturas; náuseas, confusão e perda de consciência. Perante esses sinais, a pessoa afectada deve ser colocada em local fresco ou numa sala com ar condicionado e refrescada através da aplicação de toalhas úmidas ou do borrifamento do corpo com água fria. Se estiver inconsciente, não devem ser dados líquidos para ingerir.
O golpe de sol (ou de calor) requer intervenção médica imediata uma vez que do tratamento tardio podem resultar complicações a nível do cérebro, rins e coração.
Esgotamento pelo calor
A exaustão pelo calor ocorre devido à perda excessiva de líquidos e de sal através da transpiração e comporta riscos graves para as pessoas idosas, hipertensas ou com doença cardíaca. Transpiração intensa, palidez, espasmos musculares, cansaço e fraqueza, dor de cabeça, náuseas, vômitos, desmaio, pele fria e úmida, pulso fraco e respiração acelerada e superficial são os sintomas mais frequentes do esgotamento pelo calor. O aparecimento de alguns destes sinais em pessoas mais vulneráveis ou a sua manifestação conjunta em qualquer indivíduo é uma emergência. Enquanto se aguarda o atendimento médico, a pessoa afetada deve ficar em repouso e ser ajudada a fazer arrefecimento e hidratação.
Os espasmos musculares, conhecidos como cãibras, afetam principalmente pessoas que transpiram muito durante a prática de exercício físico intenso, mas também podem manifestar-se só por aumento da temperatura ambiente. Embora menos graves do que os golpes de sol e os esgotamentos pelo calor, podem exigir tratamento médico.
Os espasmos musculares incidem sobretudo nas pernas, braços e abdomen e são especialmente perigosos para as pessoas com doença cardíaca e para as que fazem dietas hipossalinas (pobres em sal). O controlo das cãibras e a diminuição da dor exigem que a pessoa pare com a prática do exercício físico, repouso em local fresco, ingestão de sumos de fruta natural sem adição de açúcar ou de bebidas ricas em electrólitos (as chamadas bebidas para desportistas ou bebidas energéticas). Se as cãibras persistirem uma hora depois, é o caso para procurar ajuda médica.
Durante uma onda de calor nada melhor do que passar umas belas horas na praia para poder refrescar-se e defender-se das altas temperaturas. Os cuidados com a pele no verão são essenciais para a manutenção da boa saúde da pele e assim evitar as terríveis consequências do sol e do calor.
Procure ir à praia em horários fora da hora de pico do sol (das 11h às 16h), mas se isso não for possível procure hidratar a pele e nunca se esqueça do protetor solar. Os cuidados com a pele talvez não se façam sentir agora, mas no futuro com o avançar da idade vão fazer muita diferença na aparência de uma pessoa.
Um bom mergulho também é importante e ajuda-nos na defesa contra as altas temperaturas e auxilia o organismo a baixar a temperatura do corpo humano. Mas cuidado! É sempre aconselhável não entrar na água muito rapidamente. Tente ir-se acostumando com a temperatura da água e assim evitar um eventual choque térmico, que mesmo pouco comum, é de se evitar.
Hidratar é proteger
Deve ser oferecida água em abundância aos recém –nascidos, bebês, crianças, idosos, pessoas doentes e acamadas. Optar por fazer refeições leves, mais frequentes e pouco condimentadas. Nos períodos de calor intenso durante as ondas de calor, é aconselhável ficar em casa ou em locais com ambientes climatizados. Se necessário, tomar um duche de água morna ou fria. As pessoas que sofrem de doença crônica, as que fazem dieta com pouco sal ou com restrição de líquidos devem aconselhar-se com o seu médico.
Fonte: http://dicasuteis.com/onda-de-calor
Read More

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Transtornos do sono

Se o sono ainda é um comportamento que nos desafia entender, atualmente podemos conhecer sua estrutura funcional.
Através da análise das ondas elétricas emitidas pelo cérebro durante o sono, já no começo deste século, descobriu-se que o sono é dividido em estágios que se alternam ciclicamente.
Os estágios do sono foram divididos em REM ( Rapid Eyes Moviment) e Não- REM. Um ciclo completo de sono dura em média 1 hora e meia e passa por quatro fases Não-REM, seguidas de uma fase REM.
Conhecendo-se a estrutura e o funcionamento do sono, podemos entender melhor os transtornos do sono, os distúrbios e alterações do sono como a insônia, sonambulismo e outros transtornos.
As ondas cerebrais do tipo beta (produzidas quando estamos acordados) são substituídas por ondas alfa logo após o início do adormecer.
Este estágio indica um estado de profundo relaxamento.
Depois de passado de 5 a 20 minutos nosso corpo e mente estão prontos para o primeiro estágio do sono.
Estágios do Sono Não-REM
Estágio 1:
É um estágio de transição entre a vigília e o sono, também chamado de estado do meio-sono.
Este estágio pode durar de 10 segundos a 10 minutos.
Nesse estágio a respiração fica mais profunda, os músculos começam a relaxar e entramos num leve porém tranqüilo.
É nesse estágio que muitas vezes temos a sensação de queda ou de estar voando quando adormecemos.
Estágio 2:
Este estágio é o começo do sono de verdade. Pode durar de 10 a 20 minutos.
Neste estágio ficamos alheios aos acontecimentos sonoros e visuais do ambiente e esse estágio representa praticamente a metade (50%) de todo o nosso sono.
Estágios 3 e 4:Estes estágios produzem ondas lentas. Esse estágio também é chamado de sono delta e é onde o THS hormônio do crescimento é liberado e a recuperação muscular acontece.Após 20 a 40 minutos no estágio 4, o organismo retorna aos estágios 2 e 3, porém em seguida entra na fase REM.
Sono REM:
Este estágio é o mais profundo. apesar de ocupar apenas 20% do total de horas dormidas, é tão importante que todo o resto do sono foi batizado de não- REM.
Neste estágio acontece o aumento do fluxo sanguíneo, freqüência cardíaca, respiração, temperatura e pressão sanguínea e os olhos se movem rapidamente
Neste estágio acontece o sonho e nosso cérebro fica mais ativo, porém nosso corpo permanece imóvel, pois o córtex cerebral bloqueia as atividades motoras.
O primeiro período REM ocorre de 70 a 110 minutos após o início do sono e tem normalmente 5 a 15 minutos de duração.
Já os quatro a seis estágios REM por que passamos numa noite vão aumentando sua duração progressivamente, enquanto os estágios 3 e 4 ficam menores.
Fonte http://www.psicologiananet.com.br/transtornos-do-sono-a-fisiologia-do-sono-e-os-estagios-do-sono/880/
Read More

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Nossa sexta doce esta semana é na quinta!

Pessoal, excepcionalmente nesta semana, a receita da sexta doce será na quinta. Estou prevendo que amanhã não terei tempo de postar nada e nem de chegar perto do computador!!! Para não falhar, deixo o post hoje.

Pudim de Natal

Ingredientes:
260 g de pão
250 g de açúcar
100 g de amêdoas
50 g de passas
100 g de frutas cristalizadas
1 colher de chá de canela
suco e raspa de 1 laranja
125 g de margarina derretida
1 cálice de rum
5 ovos
1 colher de leite
margarina para untar a forma
açúcar para polvilhar

Escalde as amêndoas, pele-as e corte-as em fatias ou as compre já prontas. Corte as frutas em pequenos pedaços. Peneire o açúcar. Corte o pão em pedacinhos, acrescente leite fervido. Quando o pão estiver macio, esmague-o bem com uma colher de pau, junte os ovos batidos, todas as frutas, a margarina derretida, o suco e as raspas de laranja, a canela e o rum e misture bem. Unte uma forma com margarina, polvilhe-a com açúcar, leve para cozinhar em banho-maria por cerca de 30 min. Verifique se está cozido e deixe esfriar. Desenforme e sirva.
Fonte: Meu Papai Noel
Read More

FELIZ NATAL!!!!

*
Que
este ano
que se inicia
traga-nos alegria,
muita saúde, paz, luz e
muita sabedoria. Que possa
trazer-nos também, muitos sonhos
e muitas
alegrias.
Dinheiro
sempre
é bom ,
também!
Feliz Natal a todos e obrigada por me acompanharem ao longo deste ano. Que o próximo, se não puder ser melhor, que seja, pelo menos igual!!!
Beijos a todos!!!
Fiquem com Deus.
Read More

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Resenha do livro "Adolescência" de Contardo Calligaris


Esta resenha foi um trabalho solicitado no meu curso de Psicologia. Achei o livro muito interessante e bem atual. Ele serve a todas as idades, traz uma idéia diferente da adolescência, uma outra visão e, no meu ponto de vista, muito coerente. Vale a pena ler.


O livro é bem atual e nele Calligaris aborda a adolescência de uma forma diferente, como uma condição especial em que os jovens modernos passam entre a infância e a fase adulta. Em alguns momentos tratados como crianças e em outros como adultos, os jovens passam por um período de transição em que nada marca o seu início ou fim. Os adolescentes já têm discernimento para perceber alguns valores que começam - além de ficar mais claros – a fazer parte da lista de preferências. Esses valores compreendem sucesso no plano financeiro/social, sexual/amoroso e ainda, seus corpos e suas mentes já atingiram um bom nível de maturação, o que lhes permite buscar esses sucessos, porém a sociedade ainda lhe impõe algumas restrições que acaba criando efeitos colaterais e um comportamento, de certa forma rebelde. Esta fase é um produto da sociedade moderna.
A idealização da adolescência acabou por influenciar também os adultos que querem a todo custo prolongar o período ao máximo, visando cada vez mais se parecer com os jovens. A dificuldade de se encaixar nos padrões de “feliz adolescência”, faz com que se iniciem os períodos depressivos por não conseguir ser “feliz” a atingir os objetivos.
A adolescência não existe no mundo natural, corresponde culturalmente à puberdade, que é um fenômeno produzido pela Natureza, que pode ser definido como o amadurecimento sexual do ser.

Calligaris propõe cinco tipos diferentes de adolescentes:

Os adolescentes gregários são jovens reunidos em certos grupos ou comunidades que exigem um “algo em comum” e onde todos são reconhecidos como iguais. Calligaris comenta sobre uma lei em um dos estados dos EUA que, em certos lugares, permite que jovens de 16 anos possuam licença para dirigir mas proíbe que os mesmos dirijam o veículo com outros jovens até completarem 18 anos. Segundo essa lei, jovens em bando são potencialmente perigosos, pois transgridem para afirmarem-se entre si.

O adolescente delinqüente, quando não consegue ser reconhecido no mundo dos adultos, usa da ignorância e violência, gritando, quebrando coisas, colocando fogo em casas, para tentar ser levado a sério. Os adultos ficam numa situação bastante difícil já que não tem muita coisa a fazer a respeito disso, pois se ignorar, eles acabam fazendo cada vez mais delinqüências e promovendo a rebeldia exagerada e acabam sendo mais violentos pois acham que não estão sendo levados a sério e, se reprimir demais, darão aos adolescente a certeza de que seus gestos não foram interpretados o que provocará mais violência novamente. Por outro lado, Calligaris também trata da delinqüência com conseqüências sexuais. O jovem, não sendo sexualmente aceito como adulto, resolve se impor pela sedução mais violenta para tentar ser aceito como igual.

O adolescente toxicômano, dependente de drogas. Os adolescentes de hoje, herdaram os resquícios da geração “paz e amor” (e sexo e drogas), e vêem isso como uma forma de rebeldia. A droga, além de possuir um certo encanto entre os jovens, tem uma promessa de “satisfação garantida”. Em relação ao fumo e álcool, os jovens vêem como uma maneira de se aproximarem do modo de vida dos adultos que eles conhecem e que de certa forma admiram.

Os adolescentes que se enfeiam são os jovens que inventam um certo padrão estético que desafiam a sociedade. Estão fora do padrão que a sociedade impõe. Segundo Calligaris, esta pode ser uma reação ao medo de não ser aceito por sua beleza nos padrões normais, assim, o adolescente “enfeia” a própria imagem para não correr o risco de ser considerado feio normalmente. Ele se tornou feio e sabe disso, foi por opção e não “feio por natureza”.

Os adolescentes barulhentos são aqueles da “geração MTV“, os adolescentes que transmitem a sua rebeldia através da música, imaginam suas vidas como em filmes ou clipes de suas bandas ou artistas favoritos. Sempre buscando uma maneira de chamar a atenção pelo barulho.Primeiramente, os adultos idolatram as crianças, por serem criaturas naturalmente felizes e por sentirem certa necessidade em deixá-las plenamente felizes em tempo integral. Vêem nelas uma maneira de se perpetuarem, visto a sociedade individualista à qual vivemos, ao longo dos anos, uma luz de esperança na escuridão que é a vida moderna. Porém, aos poucos o olhar que está sobre as crianças vai se desviando para os jovens, por serem mais maduros e mais próximos dos adultos. Os adultos agora vêem que se conseguirem tornar estes jovens permanentemente felizes, protegidos e despreocupados (como as crianças) seria mais gratificante para eles, visto que seria uma felicidade mais próxima do que eles sonham. Com isso o jovem vai se encaixando nesta adolescência idealizada culturalmente e tornando sua moratória, objeto de inveja de crianças e adultos.

Frases e trechos que se destacam no livro:


Um adolescente um pouco sem rumo, estranhando seu próprio comportamento, paradoxalmente desafiador e arrependido, pára você na rua e fala: "Estou só passando por uma fase agora. Todo o mundo passa por fases, não é?" Alguém talvez reconheça sua voz. É Holden, o herói do romance O Apanhador no Campo de Centeio, de J.D. Salinger.
Aproveitando-se da situação, atrás e ao lado dele se aglomeram pais e mães de adolescentes. Eles também perguntam: "Então, é assim? Vai passar? É só uma fase?"
Resposta de bolso, caso Holden e os pais o parem na rua: "Não. Não é apenas uma fase. Por isso, nada garante que passe".
A adolescência é o prisma pelo qual os adultos olham os adolescentes e pelo qual os próprios adolescentes se contemplam. Ela é uma das formações culturais mais poderosas de nossa época.
Objeto de inveja e de medo, ela dá forma aos sonhos de liberdade ou de evasão dos adultos e, ao mesmo tempo, a seus pesadelos de violência e desordem.
Objeto de admiração e ojeriza, ela é um poderoso argumento de marketing e, ao mesmo tempo, uma fonte de desconfiança e repressão preventiva.
A Holden e aos pais pode-se responder, assim, que os jovens de hoje chegaram à adolescência numa época que alimenta uma espécie de culto desse tempo da vida. E caberia, então, tentar explicar como isso nos afeta a todos.
O adolescente se olha no espelho e se acha diferente. Constata facilmente que perdeu aquela graça infantil que, em nossa cultura, parece garantir o amor incondicional dos adultos, sua proteção e solicitude imediatas.
Querem que ele seja autônomo e lhe recusam essa autonomia.
Na sociedade pré-moderna, a divisão social era relativamente pacífica, estabelecida. Hoje a divisão social é móvel e a posição de cada um depende, em princípio, do reconhecimento dos outros que se consegue ou não. É normal que ninguém esteja satisfeito com sua situação e que cada um tente melhorá-la.
Quanto mais o adulto se manifesta rigoroso e quer impor sua autoridade recorrendo a uma tradição, tanto mais ela a enfraquece e se enfraquece com ela.
O fato é que a adolescência é uma interpretação de sonhos adultos, produzida por uma moratória que força o adolescente a tentar descobrir o que os adultos querem dele.
O comportamento adolescente é considerado no mínimo anormal, por parecer (e de fato ser) transgressivo, quando comparado ao padrão adulto (o padrão confesso dos adultos).
O adolescente, descobrindo que a nova imagem projetada por seu corpo não lhe vale “naturalmente” o estatuto de adulto, é acuado a agir.
O adolescente transforma assim sua faixa etária num grupo social, ou então num conglomerado de grupos sociais dos quais os adultos são excluídos e em que os adolescentes podem mutuamente se reconhecer como pares.
Outros grupos pedem que a senha de acesso à comunidade seja uma marca duradoura – tatuagem, cicatriz – ou um tipo específico de modificação corporal.
Os jovens gregários transgridem por se bastarem, ou seja, por se reconhecerem entre pares, dispensando os adultos.
Quanto mais o comportamento for transgressor, tanto mais fácil será o reconhecimento: a transgressão demonstra afastamento dos adultos, adesão e fidelidade ao grupo.
“Delinqüência” não é uma palavra excessiva, embora de fato pouquíssimos adolescentes se tornem propriamente delinqüentes. Mas existe uma parceria de adolescência e delinqüência, porque o adolescente, por não ser reconhecido dentro do pacto social, tentará ser reconhecido “fora” ou contra ele – ou, o que dá na mesma, no pacto alternativo do grupo.
Tolerar não é uma opção, visto que o jovem atua justamente para levantar a repressão. A tolerância só o forçará a atuar com mais violência.
Os adolescentes de hoje são os descendentes de uma geração que explicitamente ligou o uso das drogas a todos os sonhos de liberação e revolução (pessoal, sexual, social, etc.) que ela agitou e subseqüentemente abandonou e recalcou.
As drogas que são proibidas para todos têm mais charmes ainda.
Além de serem proibidas (um charme em si), podem representar uma maneira de enriquecer pelo trafico, desmentindo a moratória.
Se a adolescência não existisse, os adultos modernos a inventariam, tanto ela é necessária ao bom desempenho psíquico deles.
Os adolescentes pedem reconhecimento e encontram no âmago dos adultos um espelho para se contemplar. Pedem uma palavra para crescer e ganham um olhar que admira justamente o casulo que eles querem deixar.

Referências
CALLIGARIS, CONTARDO. A Adolescência. São Paulo. Publifolha. 2.000.
Read More

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

HOJE É DIA DE DOCE, EBA!!!!

Para esta sexta feira, optei por Mousse de maracujá. É um doce muito fácil de fazer, refrescante, ideal para o verão e muito gostoso.

Mousse de Maracujá

1 lata de leite condensado
a mesma medida de suco concentrado de maracujá
1 lata de creme de leite
1 maracujá para enfeitar o prato

Coloque todos os ingredientes no liquidifiador e misture bem. Ele ja sai do liquidifiador espesso. Coloque numa taça ou em recipiente de sua preferência. Enfeite com a polpa do maracujá, pode ser in natura ou faça uma calda só com a polpa (com as sementes) e açúcar a gosto. Fica lindo e delicioso.
Read More

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

TRANSTORNO BIPOLAR


No passado, o transtorno bipolar era conhecido pelo nome de psicose maníaco-depressiva, uma doença psiquiátrica caracterizada por alternância de fases de depressão e de hiperexcitabilidade. Nesta fase, a pessoa apresenta modificações na forma de pensar, agir e sentir e vive num ritmo acelerado, assumindo comportamentos extravagantes como sair comprando compulsivamente tudo o que vê pela frente.

Sabe-se que os transtornos bipolares estão associados a algumas alterações funcionais do cérebro que possui áreas fundamentais para o processamento de emoções, motivação e recompensas. É o caso do lobo pré-frontal e da amígdala, uma estrutura central que possibilita o reconhecimento das expressões fisionômicas e das tonalidades da voz. Junto dela, está o hipocampo que é de vital importância para a memória. A proximidade dessas duas áreas explica por que não se perdem as lembranças de grande conteúdo emocional. Por isso, jamais nos esquecemos de acontecimentos que marcaram nossas vidas, como o dia do casamento, do nascimento dos filhos ou do lugar onde estávamos quando o Brasil ganhou o campeonato mundial de futebol.

Outro componente envolvido com os transtornos bipolares é a produção de serotonina no tronco-cerebral (o cérebro arcaico), uma substância imprescindível para o funcionamento harmonioso do cérebro.

Read More

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

QUEIMADURAS EM GERAL: O QUE FAZER?

As queimaduras são os mais comuns acidentes domésticos. Eles podem ser ocasionados por contatos com fogo, objetos quentes, água fervente ou vapor, substâncias químicas, irradiações solar ou choque elétrico.

O que acontece?
As queimaduras leves (de 1º grau) se manifestam com vermelhidão, inchaço e dor. Nas queimaduras de 2º grau a dor é mais intensa e normalmente aparecem bolhas ou umidade na região afetada. Já nas queimaduras graves de 3º grau a pele se apresenta esbranquiçada ou carbonizada e há pouca ou nenhuma dor. Este último é o pior de todos os casos.

Atenção
Se as roupas também estiverem em chamas, não deixe a pessoa correr. Caso seja necessário, derrube-a no chão e cubra-a com um tecido como cobertor, tapete ou casaco, ou faça rolar no chão. Em seguida, procure auxílio médico imediatamente.

O que não fazer
Não toque a área afetada.
Nunca fure as bolhas.
Não tente retirar pedaços de roupa grudados na pele. Se necessário, recorte em volta da roupa que está sobre a região afetada. Deixe que o médico faça isso.
Não use manteiga, pomada, creme dental ou qualquer outro produto doméstico sobre a queimadura.
Não cubra a queimadura com algodão.
Não use gelo ou água gelada para resfriar a região.

O que fazer
Se a queimadura for de pouca extensão, resfrie o local com água fria imediatamente.
Seque o local delicadamente com um pano limpo ou chumaços de gaze.
Cubra o ferimento com compressas de gaze.
Em queimaduras de 2º grau, aplique água fria e cubra a área afetada com compressas de gaze embebida em vaselina estéril.
Mantenha a região queimada mais elevada do que o resto do corpo, para diminuir o inchaço.
Dê bastante líquido para a pessoa ingerir e, se houver muita dor, um analgésico.
Se a queimadura for extensa ou de 3º grau, procure um médico imediatamente.

Queimaduras químicas - o que fazer
Como as queimaduras químicas são sempre graves, retire as roupas da vítima rapidamente, tendo o cuidado de não queimar as próprias mãos.
Lave o local com água corrente por 10 minutos (se forem os olhos, 15 minutos), enxugue delicadamente e cubra com um curativo limpo e seco.
Procure ajuda médica imediata.

Queimaduras solares - o que fazer
Refresque a pele com compressas frias. Se for queimadura leve, passe hidratante e mantenha a pele refrescada.
Faça a pessoa ingerir bastante líquido, mantendo-a na sombra, em local fresco e ventilado.
Caso a queimadura seja mais grave, com bolhas, procure ajuda médica.
Read More

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

SEXTA DOCE!!! OUTRA VEZ SEXTA...

Bom Dia!!!! Fico espantada com a rapidez com que os dias vão passando, não sei se estão passando muito rápido ou se a gente não tem mais tempo pra nada. A gente preenche o tempo de tal forma que não sobra mais tempo, falta espaço pra encaixar tudo o que temos programado, mas... é isso aí... estamos vivos, ativos e isso importa realmente.

A receita de hoje é especial para meu amiguinho Kalebe. Ele vai fazer num jantar de amigos para amanhã. Eu quero, além de ver, provar essa delícia!!! Capricha aí, amigo!!!


DELÍCIA DE CHOCOLATE COM CHANTILLY

Ingredientes:

1 lata de leite condensado
1 colher de margarina
3 colheres de achocolatado
1 lata de creme de leite
3 ou 4 colheres de açúcar (conforme o gosto)

Modo de fazer:

Coloque a lata de creme de leite (não pode ser caixinha que o de caixinha não bate chantilly) no freezer por aproximadamente 30 minutos para separar o soro do creme.

Junte os 3 primeiros ingredientes numa panela e deixe cozinhar, mexendo sempre até formar um creme de brigadeiro mole. Coloque num prato de sua preferência ou numa taça grande, se preferir. Deixe espaço para colocar por cima a camada de chantilly.

Retire a lata de creme de leite e separe o soro do creme (vamos utilizar só o creme). Coloque o creme numa batedeira e vá batendo numa velocidade média. Quando começar a fazer ondas, coloque o açúcar. Bata com cuidado na velocidade mínima até formar ondas mais firmes. Quando formar ondas mais firmes, está no ponto. O único cuidado a tomar é não deixar passar do ponto, senão o chantilly vira manteiga, por isso o segredo é bater devagar. Coloque por cima do outro creme ja frio e decore com calda de chocolate, raspa de chocolate ou raspas de limão.

Para quem tem mais prática de cozinha, pode bater 3 claras em neve, acrescentar o açúcar e bater novamente até formar um suspiro firme. Acrescente o creme de leite da forma descrita acima e bata delicadamente para fazer o chantilly.

Read More

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

LINHAÇA E SEUS BENEFICIOS


A linhaça é um alimento super completo e faz o maior sucesso entre aquelas pessoas preocupadas com a saúde e a beleza. A semente do linho já era usada em momentos antigos da história – em mumificações no Egito, vestígios apontam que era usada para tratamento de ferimentos e presentes em rituais.
Considerada um alimento rico em fibras, a casca contém proteínas, minerais e vitaminas. Possui ainda ômega 3 (especialmente a chamada linhaça dourada), ômega 6. Importante lembrar que esses nutrientes (“os ômegas”) contribui muito para a saúde cardiovascular com a redução do LDL (o colesterol ruim).

Não para por aí! Essa sementinha ainda tem vitamina E – que contribui para o bom funcionamento das células. Várias pesquisas apontam que a linhaça contribui para diminuir o risco de algumas doenças, aumento da defesa orgânica e redução do ritmo de envelhecimento celular! Tudo isso afasta o envelhecimento precoce e as doenças degenerativas.
Além disso, auxilia no bom funcionamento do intestino, auxilia no emagrecimento e até dá aquela ajuda para melhorar o cabelo e a pele. Embora a linhaça tenha ficado famosa por ajudar a saciar a fome e contribuir com a perda de peso (acelera o metabolismo), pode-se perceber que seus benefícios não são apenas esses e são muitos!
Pesquisas da Universidade de Toronto (Canadá) apontam mais – que a semente de linhaça é capaz de barrar a metástase em pacientes com câncer de mama (evita que esse tipo de tumor se espalhe e tome conta do organismo). Eita sementinha “porreta”! Se você anda com preguiça, coma linhaça que também dá a maior vitalidade!
Não caia de cabeça na sementinha! A inclusão da semente de linhaça na alimentação deve ser feita de forma gradativa e regular. Por isso não pense que é comer apenas um dia e achar que está tudo resolvido! Deve-se comê-la diariamente. Há quem diga que uma colher de sopa por dia é o suficiente!
Prepare-se para incrementar sua vida de forma mais saudável! Coloque mais energia e saúde em sua alimentação com a ingestão de linhaça! Faça a diferença!

Read More

sábado, 4 de dezembro de 2010

Análise, resenha e comentários sobre o filme Laranja Mecânica

Alex, muito bem interpretado por Malcom McDowell, é um jovem rebelde, dono de uma grande inteligência, mora com os pais e seu prazer é sair à noite com seus drugues para praticar a ultra-violência, que consiste em bater em mendigos, em velhos bêbados e invadindo casas. Admirador de Ludwic Van Beethoven, engana seus pais para não ir à escola. Demonstra grande desprezo pelos homens e pela sociedade, fato que fica claro através da violência que pratica e mais ainda por seu cinismo e deboche escrachados em seus atos e em sua face.

Em uma das invasões a casas, em que a gangue bate no escritor, dono da casa, e estupra a esposa diante do mesmo, Alex demonstra grande prazer em praticar a violência e canta e dança enquanto o faz. O fato que o levou à prisão foi a traição de seus colegas, componentes da gangue, num ato de violência em que invade um “SPA” e mata uma mulher. É preso e condenado a 14 anos de prisão. Na prisão ele fica sabendo de uma experiência que está sendo implementada por um médico com a finalidade de curar os presos, os quais teriam a possibilidade de sair de lá em 1 ano e nunca mais voltar. Com seu cinismo habitual, Alex apresenta-se como voluntário do Tratamento Ludovico.

O Tratamento e método do condicionamento operante

Este tratamento consiste em um método de condicionamento com finalidade de afastar a pessoa da violência numa perspectiva de controle social. No tratamento, Alex é obrigado a assistir diversos filmes de violência e sexo. Para auxiliar no tratamento, recebe medicamentos que o fazem sentir-se mal durante as exibições. Assim, ele associa o mal-estar à violência, e toda vez que pensa ou tenta a prática de algum tipo de violência, passa mal, sentindo fortes dores e ânsia de vômito. O tratamento é considerado um sucesso e Alex é devolvido à sociedade – no entender do Estado – totalmente curado.

Penso que a idéia inicial do filme é tratar do tema que compreende o comportamento social e como ele pode -ou não - ser condicionado. A partir daí vemos cenas onde os membros da antiga gangue se tornaram policiais e agora encontram Alex indefeso; têm a oportunidade de “ir à forra” – e vão - vingando-se dos tempos em que foram subjugados por ele enquanto líder da gangue; em outra cena, um mendigo que sofreu violência o reconhece, partindo pro ataque da mesma forma em que foi agredido e várias outras cenas, onde ele sofre a violência sem poder reagir aos ataques.

Embora antigo, o filme é ainda muito atual, mostrando os métodos e estratégias utilizados na política, em nome de ideologias de partido que benefeciam interesses próprios e não de uma sociedade, a guerra pelo poder, a manipulação de informação e a força da mídia, além do abuso de poder da força policial.

Entendemos que Laranja Mecânica se refere à transformação do homem como ser natural, em uma criatura mecânica, condicionada conforme os interesses da sociedade.

Comentário muito pessoal

Vejo esse filme como uma crítica ao behaviorismo, onde busca mostrar os pontos fracos. A experiência com Alex, mantendo-o preso numa camisa de força, com ganchos nos olhos, sem a possibilidade de fechá-los, já é, por si só, uma forma de violência.

Ainda fica o questionamento: Até onde podemos ir com o condicionamento do comportamento humano? Essa prática é ética ou moral? Onde a violência é maior? Nas atitudes dos jovens ou nas do Estado?

Podemos, em nome de quê, combater violência com mais violência?

É uma sátira, não só ao Behaviorismo, mas também à sociedade e seus segmentos familiar, religioso, político e social mesmo, com os seus comportamentos nem sempre éticos ou morais e sempre em nome de algo grandioso e nem sempre verdadeiro ou plausível.

No final, Alex volta ao normal, mostrando a inviabilidade de tal projeto. Talvez, descartando-se a ética e a moral, se houvesse a continuidade do reforço, realmente o tratamento poderia ter sido um sucesso, mas o questionamento feito anteriormente permanece: Podemos combater violência com mais violência? De quem seria a violência maior?

Read More

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

De novo Sexta feira...



Pessoal, peço desculpas a todos que entraram no meu blog nesta semana esperando encontrar coisas novas. Esta semana foi muito corrida, sem contar com os contratempos que tive: semana de provas na Universidade, filho assaltado em Londres (primeiro mundo também tem disso, mas foi só o susto), fechamento de mês na empresa, enfim... cá estamos, com a nossa sexta doce, que esta não pode ficar de fora e hoje vamos aos sucos para ajudar nosso organismo a se livrar das toxinas e ganhar benefícios.

Suco para desintoxicar o organismo

Ingedientes

- beterraba
- cenoura
- pepino
- a quantidade total tem que dar mais ou menos 400ml (o pepino é em menor quantidade)

Modo de Preparo

Passe tudo pela centrífuga ou bata no liquidificador e coe.

Suco para o Fígado, Má Digestão de Gorduras e Problemas Intestinais

Ingedientes

- maçã (com a casca)
- mamão
- abacaxi
- a quantidade total tem que dar mais ou menos 400ml

Modo de Preparo
Passe tudo pela centrífuga ou no liquidificar.

Suco Para Desoxicação (liberação dos radicais livres

Ingedientes

- 750 ml de laranja
- 4 colheres (sopa) de maracujá ( com as sementes )
- 1 ou 2 inhames

Modo de Preparo

Bata tudo no liquidificador. Só tome cuidado para não triturar muito os caroços do maracujá.
Read More

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

SEXTA DOCE!!!

CAMAFEU DE CASTANHAS

Ingredientes

1 lata de leite condensado
2 colheres de sopa de creme de leite
100 g de castanhas trituradas
1 colher de sopa de manteiga sem sal
1/2 colher de sopa de farinha de trigo
Chocolate (ao leite) picado para banhar

Como fazer

Em uma panela misture o leite condensado, o creme de leite, as castanhas, a mateiga e a farinha de trigo. Leve ao fogo, mexendo sempre até que fique em "ponto de brigadeiro", desgrudando da panela. Coloque em um refrátário untado com manteiga. Deixe esfriar bem, de preferência de um dia para o outro. Enrole em forma de "croquetes". Disponha-os em uma forma untada com manteiga e leve à geladeira por cerca de 15 minutos. Isso facilitará na hora de banhá-los. Derreta o chocolate picado (não precisa dar choque térmico) em banho-maria. Quando estiver levemente morno, banhe os camafeus e os deixe secar em um papel manteiga. Enfeite com pedaços de castanhas ou como preferir.
OBS: É a mesma receita de camafeu de nozes. É só substituir as castanhas por nozes.
Read More

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Retarde o envelhecimento comendo uma castanha por dia

Cabe na palma da sua mão, e ainda sobra um espaço e tanto, a arma que vai superproteger as unidades microscópicas do seu organismo. Em segundos, ao mastigar uma única castanha-do-pará, você recarregará os níveis de um mineral extremamente importante para uma vida longa e saudável: o selênio. A pequena oleaginosa repõe a quantidade do nutriente necessária para dar combate ao envelhecimento celular, causado pela formação natural daquelas incansáveis moléculas que danificam as células, os radicais livres.
Um estudo da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, atesta que a ingestão diária de duas castanhas-do-pará recentemente rebatizadas castanhas-do- brasil eleva em 65% o teor de selênio no sangue. Mas provavelmente os neozelandeses não usaram o legítimo produto brasileiro. Ora, nós somos sortudos. É que as castanhas produzidas no Norte e no Nordeste do país são tão ricas em selênio que bastaria uma unidade para tirar o mesmo proveito. A recomendação é de que um adulto consuma, no mínimo, 55 microgramas por dia, diz a nutricionista Bárbara Rita Cardoso, pesquisadora do Laboratório de Minerais da Universidade de São Paulo. E com uma unidade da nossa castanha já é possível encontrar bem mais do que isso de 200 a 400 microgramas do bendito selênio. Aliás, o limite de consumo diário do mineral é de 400 microgramas, portanto, não vá com muita fome ao pote. No caso de uma criança, meia castanha seria suficiente, afirma Silvia Cozzolino, presidenta da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição.
E por que toda essa fama do selênio? Ele é essencial para acionar enzimas que combatem os radicais livres, responde Christine Thomson, a pesquisadora neozelandesa que investigou as propriedades da castanha. O selênio se liga a algumas proteínas já existentes em nosso corpo para formar essas enzimas antioxidantes, descreve, completando, Bárbara Cardoso. Na ausência dele, as tais enzimas ficam sem atividade e, então, deixam de combater os radicais e ainda desguarnecem as defesas do organismo.
O mineral da castanha também teria um papel especial na proteção do cérebro. É que, com essa capacidade de acabar com a farra dos radicais livres, as células nervosas seriam preservadas, evitando o surgimento de doenças neurodegenerativas com a idade. Justamente por isso, a pesquisadora Bárbara Rita Cardoso começa a estudar os possíveis benefícios do selênio em portadores do mal de Alzheimer. A gente desconfia que nesses pacientes os radicais façam maiores estragos, diz ela.
A tireóide também funciona melhor na presença do selênio, acrescenta Christine Thomson. Isso porque, se não houver esse elemento, ela não consegue produzir direito seus célebres hormônios. O mineral também está intimamente associado à capacidade de o organismo se livrar de substâncias tóxicas, ajudando-o inclusive a expulsar possíveis metais pesados que se alojam nas células.
Apesar de tudo isso, o badalado selênio deve ser apreciado com moderação. Quando os especialistas recomendam uma castanha diária, é para segui-lo à risca. Acredite: o conselho não é nem um pouco mesquinho. Esse consumo ideal e comedido é que faz todas essas enzimas que dependem do nutriente trabalharem de forma adequada, diz Bárbara. Em excesso, o selênio não vai potencializar sua ação. E o pior: mais cedo ou mais tarde, o exagero rotineiro vai revelar o lado negro da substância. Sim, ele existe: a toxicidade. Ela acontece se a pessoa ingerir mais de 800 microgramas por dia, adverte Silvia Cozzolino. É que o selênio tem efeito cumulativo, emenda Christine Thomson.
Isso não significa que abusar das deliciosas castanhas em uma happy hour com amigos traga grandes ameaças. De vez em quando, dá até para superar a quantidade recomendada. O perigo é comer essas oleaginosas além da conta todo santo dia. Quem experimentar ataques sucessivos de gula poderá sentir dor de cabeça, ficar com as unhas fracas e ver seus cabelos caírem. Mas, em geral, quem come dez castanhas hoje não vai se empanturrar delas amanhã, usa a lógica a expert em nutrição Silvia Cozzolino. No máximo, o preço desse pecado será um mau hálito parecido com o bafo de alho acredite!
Não corre o mesmo risco quem comer, vez ou outra, algum prato que leve a castanha na receita até porque, seja doce ou salgado, dificilmente uma porção reunirá tantas unidades assim. E saiba: nem o fogão nem a geladeira conseguem detonar as reservas de selênio. No dia-a-dia, porém, nada melhor do que a praticidade de botar na mochila, no bolso ou na bolsa a sua estrela solitária. É saúde na medida certa!
Para chegar à quantidade de selênio de uma castanha-do-pará (de 5 gramas), você teria que consumir, em média, o equivalente a...
3 filés de frango (100 gramas cada um)
16 pães franceses (50 gramas cada um)
100 copos de leite (200 mililitros por copo)
10 ostras (33 gramas cada uma)
3 latas de sardinha em conserva (130 gramas cada uma)
Fonte http://saude.abril.com.br/edicoes/0298/nutricao/conteudo_278887.shtml?pag=2


Read More

terça-feira, 23 de novembro de 2010

AUMENTE A PRODUÇÃO DE COLÁGENO

Gelatina contém proteínas que fornecem aminoácidos essenciais para a manutenção de ossos e tecidos A gelatina é extraída do colágeno, especialmente do bovino.
Ela contém uma série de fragmentos de proteínas que fornecem aminoácidos essenciais ao corpo para a manutenção de ossos e tecidos.
O organismo começa a reduzir a produção de colágeno a partir dos 25 anos de idade. Aos 50, produz apenas 35% do colágeno necessário ao organismo.
Sem o colágeno, o tônus muscular sofre uma diminuição, atingindo a saúde dos ossos, pele, unhas e cabelos, fazendo com que se tornem menos resistentes, percam a elasticidade, o brilho e reduzam o crescimento, facilitando o aparecimento de estrias e celulite, levando ao envelhecimento dos tecidos do corpo.
O colágeno reforça os tendões e ligamentos que unem os músculos aos ossos. A gelatina ajuda na nutrição destes tecidos, mantendo a hidratação e integridade das articulações, desempenhando assim um papel importante na prevenção e no tratamento de dores articulares, artrose e osteoporose. É um nutriente isento de gorduras,colesterol ou carboidratos.
Pode ser adquirida em folhas, em pó com sabor, ao natural ou em cápsulas. Mas há diferença entre a gelatina que compramos no supermercado para sobremesa e a gelatina vendida em casas de produtos naturais e suplementos alimentares.
Nestes últimos, geralmente encontramos o colágeno em pó, ou em cápsulas, que é o colágeno em sua forma pura. Já a gelatina que compramos no supermercado, também tem colágeno na composição, porém, em menor quantidade.
Fonte http://www.sitemedico.com.br/sm/materias/index.php?mat=1567
Read More

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Oba!!! Hoje é sexta e sexta tem doce!!!

PAVÊ RÁPIDO DE LIMÃO

Ingredientes

pacote(s) de biscoito maisena
1 lata(s) de leite condensado
1/2 caixinha(s) de creme de leite
1/2 xícara(s) (chá) de suco de limão

Modo de Fazer
Misture o leite condensado e o limão. Acrescente o creme de leite e reserve por 10 minutos. Em uma travessa quadrada (não muito grande) disponha camadas de creme e de biscoito. As camadas de creme devem ser bem fininhas, somente o suficiente para cobrir o biscoito. Termine com creme e decore com raspinhas de limão. Leve para gelar por 6 horas.
Read More

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS

Fonte: Medcenter
De nada adianta passar horas na academia ou em clínicas de estética se você não se preocupa com o primordial: sua alimentação!
Manter uma alimentação saudável e equilibrada não significa passar fome e pode fazer verdadeiros “milagres” para sua pele e ser um ótimo aliado para manter a forma física.
O nosso corpo necessita de uma nutrição adequada para satisfazer suas necessidades fisiológicas e metabólicas, que envolvem crescimento, reparo e manutenção do organismo como um todo. Uma dieta equilibrada fornece os nutrientes necessários às nossas células, que por sua vez produzirão várias substâncias internas necessárias à saúde do corpo e da mente, além de atuarem favoravelmente sobre o brilho dos cabelos, na beleza das unhas, na luminosidade da pele, entre tantos outros benefícios.
Infelizmente a maioria das pessoas não ingere o mínimo recomendado de micronutrientes (vitaminas e minerais) e macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras). Para evitar isso, é fundamental manter uma alimentação variada. Uma dica é preparar pratos coloridos.
Segundo os nutricionistas, alimentos da mesma cor possuem propriedades semelhantes:
Cor vermelha: acerola, tomate, maçã, rabanete e melancia são ricos em carotenóides. Fazem bem para o coração, fortalecem olhos e a pele, além de ajudar na prevenção de alguns tipos de câncer.
Cor verde: alface, agrião, rúcula, escarola, abacate são ricos em cálcio, ferro e fósforo, promovem o crescimento e ajudam na coagulação do sangue. Evitam também a fadiga mental e fortalecem ossos e dentes.
Cor roxa: almeirão-roxo, berinjela, repolho-roxo, possuem propriedades antioxidantes, responsáveis pela prevenção de doenças cardíacas, além de auxiliar na saúde da pele, nervos, rins e aparelho digestivo.
Cor branca: aipim, banana, couve-flor, graviola, têm grandes quantidades de vitaminas do complexo B, que atuam na proteção das células.
Cor laranja: ajudam a enriquecer a dieta. Assim como os vermelhos, os vegetais da cor laranja são fontes de vitamina C, importante proteção para o sistema imunológico e para saúde do coração. Fazem parte desse rol, frutas regionais como laranja, abóbora, cenoura, mamão, tangerina e pêssego.
Além da falta de consumo de vitaminas e minerais para manutenção da saúde, alguns componentes verificados nas plantas chamados de fitoquímicos foram reconhecidos recentemente como poderosos agentes que oferecem proteção contra doenças como o câncer.
Dicas alimentares para auxiliar no combate da flacidez, gordura localizada, estrias e celulite
Flacidez
Consumir alimentos construtores (protéicos) que aumentam produção de colágeno; reduzir consumo de gorduras que destroem o colágeno.
Gordura localizada
Reduzir consumo de gorduras, frituras, açúcares (alimentos contidos no ápice da pirâmide alimentar); aumentar consumo de frutas e vegetais (alimentos reguladores), fibras e água.
Estrias
Aumentar consumo de alimentos construtores (protéicos) que aumentam produção de colágeno, de frutas e verduras (alimentos reguladores), de cálcio e água.
Celulite
Diminuir consumo de sal, que causa retenção de líquidos e edemas, e de alimentos gordurosos e frituras; reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, cafeinadas e refrigerantes, que diminuem o calibre das artérias, dificultando a circulação; aumentar o consumo de fibras e água/chás.
Saiba onde encontrar nutrientes e componentes ativos de uma dieta antienvelhecimento
Betacaroteno (precursor da vitamina A)
Cenoura, abóbora, batata-doce, damasco seco, vegetais de cor verde-escuro como brócolis, couve, etc.
Vitamina C
Frutas cítricas e vegetais de cor verde-escuro (laranja, limão, lima, acerola, caju, kiwi, morango, couve, brócolis, agrião, pimentão verde, etc).
Vitamina E
Gérmen de trigo (fonte mais importante), óleos de soja, arroz, algodão, milho e girassol, amêndoas, nozes, castanha-do-pará, gema, vegetais folhosos e legumes.
Selênio
Castanha-do-pará (principal fonte), alimentos marinhos.
Zinco
Carnes magras, peixes e frutos do mar, aves sem pele e leite desnatados. Cereais integrais, feijões e nozes são também boas fontes.
Licopeno
Tomate, molho de tomate e goiaba vermelha.
Bioflavonóides
Frutas cítricas, uvas escuras ou vermelhas, amoras, morango, framboesa, entre outras frutas vermelhas.
Isoflavonas
Soja e seus derivados.
Catequinas
Frutas da família do morango, uva e chá-verde ( green tea ).
Fibras
Cereais integrais (farelo de trigo, aveia, centeio, etc.), frutas e hortaliças de preferência consumidos com cascas e/ou talos.
Ácidos Graxos Ômega 3
Peixes marinhos que vivem em águas frias como sardinha, salmão, cavala, arenque, atum, etc.
Read More

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

DOCE SEXTA FEIRA COM A TORTA MARTA ROCHA!!!!


A receita de hoje é em homenagem à minha amiga Ellen que me convidou pra ir a um café porque estava com vontade de comer essa torta.
A receita não é complicada, não é difícil de fazer e não sai caro! Olha só que maravilha!

INGREDIENTES

Massa:
6 claras
6 gemas
1 xícara (chá) de açúcar peneirado
3 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 xícara (chá) de farinha de trigo

Recheio:
2 colheres (sopa) de maisena
1/2 xícara (chá) de leite
6 gemas
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de água
1 colher (sopa) de margarina culinária
meio litro de chantily
crocante de nozes a gosto

Suspiro
6 claras
1 xícara e meia (chá) de açúcar

Para decorar:
cerejas tipo marrasquino

MODO DE FAZER:
Unte e enfarinhe uma assadeira média com margarina e farinha de trigo, reserve. Pré-aqueça o forno em temperatura média (180ºC). Coloque as claras na batedeira e bata até obter picos firmes. Sem parar de bater, junte as gemas, uma a uma. Acrescente aos poucos o açúcar e o chocolate em pó. Bata até obter uma massa fofa. Retire da batedeira e misture a farinha delicadamente. Coloque a massa na assadeira reservada e leve ao forno por aproximadamente 20 minutos ou até que, espetando um palito, este saia limpo. Reserve.

Recheio:
Em uma panela, dissolva a maisena no leite. Junte as gemas, o açúcar e a água. Leve so fogo médio, mexendo sempre, até engrossar. Retire do fogo e junte a margarina culinária. Mexa bem e reserve.

Suspiro: (Vou passar o modo de fazer, mas ele pode ser comprado em feiras ou no mercado. Prefira o caseiro que é mais gostoso.)
Unte uma fôrma redonda média e forre-a com papel-manteiga, também untado. Pré-aqueça o forno em temperatura baixa (150ºC). Coloque as claras na batedeira e bata até obter picos firmes. Sem parar de bater, junte o açúcar e bata por cerca de 5 minutos ou até formar um suspiro firme. Coloque o suspiro em um saco de confeitar e faça pequenos discos sobre o papel-manteiga. Leve ao forno por cerca de 20 minutos ou até corar. Reserve.

Montagem:
Corte o bolo em 2 ou 3 partes (formando discos) e recheie, alternando camadas de creme e suspiro, chantilly e crocante. O crocante vc pode comprar pronto ou então faz com uma xícara de açúcar e uma de nozes. Caramelize o açúcar com cuidado para não queimar. Jogue no mármore e quebre em pedaços muito pequenos. Misture uma xícara de nozes picadas. Decore com chantilly e cerejas tipo marasquino. Leve à geladeira por cerca de 2 horas.


Read More

COMO FUNCIONAM OS REPELENTES DE INSETOS?


De maneiras diversas, porém ainda não totalmente explicadas pela ciência. Embora a eficácia de produtos como o DEET (sigla em inglês para o composto N,N-dietil-meta-toluamida) e o óleo de citronela seja comprovada, não há consenso na comunidade científica sobre por que os insetos evitam áreas em que essas substâncias são aplicadas. A seguir você conhece as principais armas para espantar mosquitos, baratas e outros causadores de incômodos para os seres humanos.

Fim da picada
Um arsenal de produtos naturais e industrializados para combater mosquitos e outros insetos

REPELE NA PELE

O principal composto químico presente nos repelentes industriais foi descoberto em 1946 por agricultores, nos EUA. Desde então, já pintaram várias teorias para explicar o funcionamento do produto. A verdade, porém, é muito simples: os insetos se afastam do DEET porque ele... bem, ele fede muito!

NA LATA

Inseticidas para uso doméstico têm como princípio ativo as piretrinas. Elas agem no sistema nervoso dos insetos, causando uma contração descontrolada dos neurônios e paralisando o bicho todinho. Geralmente são diluídas em água e usadas em sprays ou em aparelhos elétricos para plugar na tomada.

IN NATURA

Os óleos essenciais de plantas como citronela, eucalipto e muitas outras são uma boa receita de repelente - embora o DEET seja, pelo menos, mil vezes mais forte contra os insetos. E também não adianta plantar mudinhas em volta da casa, porque a quantidade de essência exalada não espanta inseto nenhum.

VITAMINADAS

Embora ingerir vitaminas do complexo B altere a secreção da pele humana, nunca foi comprovado que isso afugente insetos. Cebola, alho e álcool também mudam as secreções, mas não chegam a incomodar os bichos. Além disso, laboratórios que produzem essas vitaminas não recomendam seu uso como repelente.

OLHA A ONDA

Repelentes ultrassônicos podem ser plugados em tomadas ou acionados por aplicativos de computador e celular. Ruídos não audíveis por humanos imitam um mosquito macho procurando uma parceira. Como só fêmeas grávidas picam alguém - para acumular sangue -, elas fugiriam do som por já estar grávidas.

Sangue fresco
Será que existem pessoas que atraem mais insetos do que outras?

Regiões pouco urbanizadas tendem a concentrar mais mosquitos, que parecem deixar de picar as pessoas de sempre para avançar em quem visita sua área. Na real, os mosquitos seguem atacando todo mundo, sem discriminar. É que, quando alguém é alvo frequente dos insetos, o corpo se acostuma e diminui, aos poucos, a produção de histamina - substância que provoca a coceira na pele após uma picada. Ou seja, as picadas continuam, mas nos turistas elas coçam mais.

Read More

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

SEXTA DOCE!!!



BOLO GELADO DE ABACAXI

Massa
3 clara batidas em neve
3 gemas
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de açúcar
5 colheres (sopa) de água
1 colher (sopa) de fermento químico em pó

Recheio
1 abacaxi picado
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de água

Creme
1 lata de leite condensado
2 latas de leite
1 colher (sopa) de amido de milho
3 gemas

Cobertura
3 claras em neve
3 colheres (sopa) de açúcar
1 lata de creme de leite sem soro

MODO DE FAZER

Massa
Na batedeira, bata todos os ingredientes, com exceção das claras e do fermento. Em seguida acrescente o fermento com uma colher.
Por último adicione as claras em neve delicadamente à massa. Leve para assar em assadeira untada em forno pré-aquecido, até quando enfiar um palito na massa e este saia seco.

Recheio
Leve todos os ingredientes ao fogo até cozinhar e deixe esfriar. Depois de frio jogue em cima da massa assada.

Creme
Dissolva o amido de milho no leite, em seguida misture todos os outros ingredientes do creme. Leve ao fogo até ferver. Espere esfriar um pouco e despeje sobre o recheio.

Cobertura
Bata as claras em neve, acrescente o açúcar, bata mais um pouco até o ponto de suspiro. Acrescente o creme de leite e misture sem bater, despeje sobre o creme. Polvilhe o côco ralado sobre o bolo e leve à geladeira até a hora de servir.

Bom final de semana!!!!
Read More

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Células-tronco no dente do siso

Uma pesquisa do Instituto Nacional de Indústria Científica Avançada do Japão mostra que os terceiros molares, nome correto do dente do siso, contêm uma importante reserva de tecidos para criação de células-tronco pluripotentes induzidas (IPS).
A ciência vê nessas partículas o caminho para originar tecidos e regenerar partes do corpo afetadas por diversos tipos de patologias. Criá-las, no entanto, é uma tarefa difícil.
As mais efetivas para esse tipo de produção são de difícil extração, como as que são recolhidas da medula óssea.
A vantagem, obviamente, reside no processo de remoção. Os pesquisadores geraram uma série de linhagens de células-tronco, até cem vezes mais eficientes do que amostras criadas a partir de células da pele.
A extração do siso é um procedimento médico comum e, portanto, cria uma oportunidade perfeita para retirar material. O estudo foi publicado no Journal of Biological Chemistry.
Fonte http://revistavivasaude.uol.com.br/saude-nutricao/91/celulas-tronco-no-dente-do-siso-dente-do-siso-contem-189637-1.asp
Read More

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Eba!!!! Hoje é sexta e sexta tem doce!!!!



SUFLÊ DE CHOCOLATE


Ingredientes

200 gr de chocolate meio amargo

200 gr de manteiga
4 gemas

200 gr de açúcar

4 claras em neve

Como Fazer

Derreta o chocolate juntamente com a manteiga em banho-maria. Bata as gemas com o açúcar até obter uma mistura leve e fofa. Quando a mistura de chocolate e manteiga estiver fria, adicionar à mistura das gemas. Por último, adicionar as claras misturando delicadamente. Assar em forno quente por 45 minutos.


Read More

terça-feira, 26 de outubro de 2010

DOR DE OUVIDO


A dor de ouvido (otalgia) pode ser causada por doenças no próprio ouvido (causa otológica) ou por doenças e/ou distúrbios em outras estruturas orgânicas próximas ou mais distantes do ouvido (causa não otológica).
As dores de ouvido de causa otológica são:
a otite externa aguda,
a otite média aguda
os tumores de ouvido.

A figura mostra o ouvido externo e tímpano; ouvido médio e tuba auditiva; ouvido interno.

O que é otite externa aguda?
A otite externa aguda é uma infecção na pele do canal do ouvido causada por vários tipos de germes ou fungos. É caracterizada por uma severa e profunda dor de ouvido. A dor usualmente vem precedida ou acompanhada de coceira. Quando a infecção se torna crônica, ocorrem episódios agudos recorrentes, coceira irritante e descamações da pele do canal.
A otite externa aguda e crônica é um problema de ouvido tão comum entre os nadadores que é chamada também de "otite dos nadadores".


O que é otite média aguda?
A Otite média aguda é uma infecção no ouvido médio causada por bactérias e, eventualmente, por vírus. É mais comum em crianças. A infecção se faz pela migração do germe, presente na garganta ou no nariz, através da tuba auditiva.
Essa doença ocorre, na maioria das vezes, após gripe. É freqüente, também, através do contato com outras crianças portadoras de doenças infecciosas.
Os principais sintomas são dor e diminuição da audição. A dor costuma ser severa. Outros sintomas podem estar presentes: febre, inquietude, perda de apetite, secreção no ouvido (se houver perfuração timpânica); vômitos e diarréia podem ocorrer nas crianças pequenas.


Tumores do ouvido
As dores do ouvido causadas por tumores são bem menos freqüentes do que as dores causadas por infecções. Em caso de tumor, o paciente costuma sentir dor, diminuição da audição e com frequência, secreção no ouvido.
O médico faz o diagnóstico pela história do paciente, exame do ouvido e exame por imagens (tomografia computadorizada, ressonância magnética).
As dores de ouvido de causa não otológica são muito freqüentes. As mais comuns são as de origem dentária (cáries, molares inclusos, apicites paradentares) e as disfunções têmporo-mandibulares relacionados com ausência de elementos dentários, próteses dentárias mal adaptadas e má oclusão dentária.
Pacientes idosos com problema de coluna cervical (artrite) ou pacientes com história de traumatismo na coluna cervical costumam relatar dor atrás da orelha ou no mastóide.
Processos infecciosos e tumorais nas amígdalas, na faringe e na boca podem ser causa de dor no ouvido.
Processos malígnos nas vias aéreas, digestivas e base de crânio também podem causar otalgia.
As otalgias de causa não otológica ocorrem por causa da extensa ramificação de nervos importantes na região da cabeça, pescoço, tórax e aparelho digestivo. O impulso doloroso chega ao ouvido através dessas ramificações nervosas que fazem conexões entre o local da doença e o órgão da audição (dor refletida).
Quando o médico constata que a dor de ouvido não é de causa otológica, uma medida importante é solicitar exame buco-facial por dentista especializado. Exames por imagens (radiografia convencional, tomografia computadorizada, ressonância magnética) da base do crânio, vias aéreas e digestivas poderão ser necessárias.

Fonte http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?162

Read More

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

DOENÇA DE ALZHEIMER

Atenção aos sintomas
Dificuldades de memória que ultrapassem situações comuns a todas as idades podem ser sintomas da doença de Alzheimer. A doença neurológica acomete principalmente pessoas de terceira idade, gerando lapsos de memória e confusão mental. Ao atingir um estágio avançado, o paciente apresenta dificuldades para se locomover e realizar tarefas simples, como se alimentar e se vestir, passando a demandar cuidados especiais em tempo integral.

Compreensão da família
Os familiares têm um papel fundamental no diagnóstico correto da doença ao perceber as mudanças de comportamento e encaminhar o paciente a um geriatra, psiquiatra ou neurologista. Identificada a doença, eles assumem a importante função de cuidadores, podendo auxiliar em atividades cotidianas e no controle do tratamento. Com a terapia adequada e o apoio da família é possível controlar os sintomas e proporcionar melhor qualidade de vida a todos.

Médico, família e pacientes juntos
O melhor tratamento para as doenças neurológicas e psiquiátricas é aquele realizado com apoio e compreensão dos familiares e amigos do paciente, além de acompanhamento médico especializado e regular. Entender os impactos sociais e psicológicos nos pacientes com algum transtorno é essencial para controlar a doença e traçar ações que contribuam com a melhoria da qualidade de vida de todos os envolvidos. Para cuidar, é preciso vencer o preconceito.
Fonte http://www.euvivoisso.com.br/alzheimer.htm
Read More

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

HOJE É DIA DE DOCE!!!!


PÃO DOCE

Ingredientes

5 g de fermento de padaria
2 copos (de requeijão) de leite morno
3 ovos
1 copo de óleo (faltando um dedo para encher)
1 pitada de sal
7 colheres de açúcar
1 kg de farinha de trigo aproximadamente
1 lata de leite condensado
Coco

Modo de fazer
Bater no liquidificador o fermento de padaria, o leite morno, os ovos, o óleo, o sal e o açúcar.
Colocar em uma tigela e misturar a farinha de trigo. Bater bem com colher de pau ou com pás rabinho de porco da batedeira. A massa fica mole. Colocar a massa em forma untada às colheradas. Deixe crescer. Levar para assar em forno a 180º. Depois de assado jogue leite condensado e coco.
Read More

domingo, 17 de outubro de 2010

Perda de memória no idoso

A queixa de dificuldade de memória é uma das mais freqüentes em pessoas idosas, o que não significa, entretanto, sinônimo de perda significativa da mesma. Um estudo realizado na área metropolitana de São Paulo mostrou que 54% das pessoas com mais de 65 anos se queixavam de dificuldade de memória, porém apenas 12% admitiram que essa complicação as prejudicava no dia-a-dia.1 Isto indica que, embora a reclamação seja freqüente, não tem necessariamente maior implicação clínica.

Pessoas idosas lamentam esquecer fatos ocorridos uma semana antes, mas podem se lembrar de episódios ocorridos em suas infâncias, o que pode ser explicado pela carga emocional diferente em cada acontecimento: possivelmente a pessoa se lembrará com mais facilidade de fatos com forte apelo emocional. Uma outra queixa se refere à repetição da mesma história para a mesma pessoa em diferentes ocasiões, o que pode ser justificado pelo comprometimento da memória contextual: o fato é lembrado, mas não onde foi contado ou ouvido.

A memória de evocação apresenta declínio, com comprovação em testes,2 e se relaciona com a freqüente reclamação de lembrar recados ou trechos de conversa. Outras áreas da memória estão preservadas, como vocabulário, manejo de aparelhos e definição de conceitos, pois são áreas mais sedimentadas.

A história do paciente pode ajudar no detalhamento da queixa de perda de memória, e indicar se ocorre isoladamente ou em conjunto com outras alterações cognitivas. Portanto, deve-se questionar o paciente sobre as atividades do dia-a-dia, como dificuldade em controlar o próprio dinheiro, em localizar-se em ambientes diferentes de sua casa (viagens, visitas), em encontrar palavras corriqueiras, em manter passatempos prévios como leituras e jogos, em realizar pequenos consertos em casa e em manusear aparelhos eletrodomésticos. Quando se verifica alteração em muitos desses itens, faz-se necessária a avaliação mais objetiva desses déficits, por meio de consulta a profissional da área.O profissional buscará, pela história, pelo exame físico, pelos exames subsidiários (de sangue e de imagem) e pelo teste neuropsicológico, subsídios para o diagnóstico correto desse idoso que se queixa de perda de memória.

Entre os diagnósticos possíveis, pode-se concluir que essa pessoa esteja com alteração de memória devido à dificuldade de atenção, decorrente de uso de medicação (principalmente benzodiazepínicos, neurolépticos e antidepressivos). Outra possibilidade para que esteja ocorrendo queixa de memória correlacionada a déficit objetivo na avaliação é haver alteração de afeto, em particular a depressão em suas diversas formas. A depressão, acarretando alterações cognitivas, vem recebendo diversas denominações, e todas salientando as alterações de humor e de afeto com os distúrbios cognitivos, tais como pseudodemência, síndrome demencial da depressão e distúrbio cognitivo-afetivo.

O diagnóstico de declínio cognitivo leve deve ser considerado quando existe um comprometimento de uma área cognitiva, como a memória, porém sem critérios para o diagnóstico de demência. Em relação a uma população sem queixa, alguns trabalhos concluem que o diagnóstico de declínio cognitivo leve pode significar um quadro inicial de demência,3 ou indicar o aumento, em cerca de oito vezes, da possibilidade de desenvolvê-la.4 Já outros estudos afirmam que a alteração cognitiva não é fator de risco,5 o que mostra, portanto, não haver um consenso na literatura. Este artigo ressalta a importância de acompanhamento clínico cognitivo para esses pacientes por um período de tempo prolongado.

O diagnóstico de síndrome demencial é feito quando há comprometimento, suficiente para interferir nas atividades diárias do paciente, da memória e de mais de uma outra área cognitiva (linguagem, praxias, orientação, função executiva, entre outras). Isso se apresenta detectável em exame neuropsicológico.

A principal causa de demência é a doença de Alzheimer (DA) na qual, em cerca de 50-60%, ocorre inicialmente o comprometimento progressivo da memória para fatos recentes, em geral seguida de alteração de linguagem (anomia e afasia). A evolução da doença pode apresentar qualquer outro déficit cognitivo, além de distúrbios de comportamento, como depressão, agitação, delírio, alucinação, atitudes inadequadas, perda de crítica, voracidade e outros sintomas.

Uma outra causa é a demência por corpúsculos de Lewy (DL), em que ocorre alterações cognitivas (demência) associadas a sinais de parkinsonismo precoce e a alucinações (mais visuais e bem estruturadas).6

A demência vascular ou por múltiplos infartos (DV) progride em etapas, ou seja, há um declínio cognitivo percebido nitidamente pelo paciente ou pela família. Nesse caso, os exames por imagem podem corroborar um diagnóstico clínico.

Quando se encontra precocemente um quadro de muita alteração de comportamento, associado a uma síndrome demencial, o diagnóstico pode ser de demência frontotemporal (DFT), uma causa menos freqüente que as anteriores.

Outras causas de demência podem ser diagnosticadas evidenciando o hipotireoidismo, a deficiência de vitamina B12, ácido fólico ou causas infecciosas (sífilis terciária).

Os tratamentos para as demências dependem, portanto, do diagnóstico da sua causa. Atualmente a demência degenerativa como DA recebe tratamento com inibidores de acetilcolinesterase, tentando prolongar o funcionamento colinérgico. Entre as drogas utilizadas comercialmente, a rivastigmina e o donepezil apresentam algum efeito na evolução clínica dessa demência, melhorando cognição e alterações de comportamento, ou mesmo estabilizando os déficits.

O tratamento das síndromes demenciais, com a grande variação de sintomas que esses pacientes apresentam, exige cada vez mais uma abordagem multidisciplinar com médicos, enfermeiros, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas, voltados no sentido de dar ao paciente, e à sua família, uma melhor condição (qualidade de vida) para enfrentar essas doenças.

O idoso com queixa de memória deve estar atento para esse problema e procurar auxílio profissional, não apenas atribuindo o esquecimento ao chavão popular: “isso é coisa da idade”.

Fonte: http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/atu5_01.htm

Read More
Mari Salete Oldoni. Tecnologia do Blogger.

© VELHOS - IDOSOS IDOSOS, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena